By on 23 de agosto de 2019

Gamescom 2019: CD Projekt Red conta como trouxe The Witcher 3 ao Switch

O produtor sênior da CD Projekt Red, Piotr Chrzaowski, aproveitou a Gamescom 2019 para contar mais sobre como foi criar o port de The Witcher 3: Wild Hunt para o Nintendo Switch junto à Saber Interactive. Segundo ele, toda a equipe teve de focar exatamente em seguir para a mesma direção para que conseguissem reproduzir o jogo da mesma forma como ele é nas outras plataformas.

“Claro que uma das primeiras etapas foi ter certeza de que a engine rodaria no Nintendo Switch. Eu diria que outro grande marco foi conseguir ter uma parte dele de forma jogável. Daí estivemos em Kaer Mohren durante o prólogo, até porque é um macro-mundo que contém todos os sistemas, incluindo o combate. Quando testamos, vimos como deveríamos definir as próximas fases do projeto. Dali expandimos para a White Orchard e o restante do mundo”, afirma Chrzaowski.

Com o jogo conseguindo se encaixar nos 32GB do cartucho, após esse processo eles tiveram apenas de otimizar o áudio com as cutscenes e as texturas para finalizar. Ele também contou que o port está sendo produzido a um ano. O produtor contou que, ao invés de trazer novidades, eles focaram em trazer The Witcher 3 da forma mais fiel possível, comprimindo o máximo de informações.

Porém, Chrzaowski diz que os jogadores não precisam se preocupar. “É a mesma experiência. Você jogará e se sentirá da mesma forma, comparando aos outros aparelhos não verá nada cortado. Fora a gameplay fluída”. Ele será lançado no dia 15 de outubro para o Nintendo Switch, mas já existe versões no PS4, Xbox One e PC.

E ai taverneiros, ansiosos pro TW3 para NINTENDO SWITCH? Fiquem de olho nas notícias, até mais!

TAGS
RELATED POSTS

pESQUISA
PODCAST TVR TAVERNA DE RÍVIA

Visitem nosso Canal Youtube
DICAS THRONEBREAKER
RESENHA DA TAVERNA
cyberpunk 2077
Entrevista com Radu Andrada
Facebook
PARCEIROS – GWENTIZANDO

PARCEIROS VALE DO PONTAR

PARCEIROS – Andrzej Sapkowski

TEAM – TAVERNA DE RÍVIA

TÓPICOS RECENTES